top of page

O Brasil perdeu em 2019 mais 60 mil beneficiários, e Hapvida é maior operadora de saúde no Brasil !

Atualizado: 21 de fev. de 2020


O Observatório Saúde, passa analisar fato relevante no mercado de saúde suplementar no Brasil, após dados divulgados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar na semana passada, 05/02/2020, que consolidam o número de beneficiários de planos e seguros privados no Brasil.


Tais dados ainda demonstram que o movimento de evasão da saúde suplementar ainda continua, pois no ano de 2019 deixaram seus planos de saúde mais de 60 mil brasileiros, em sua maioria beneficiários que tinham planos individuais ou familiares. Esta perda vem ano após ano, e nos últimos 5, acumula 2,2 milhões de brasileiros que não mais usufruem de assistência médica privada.


Movimento este contrário no mercado de odontologia, que ganhou 5,1 milhões de beneficiários nestes mesmos 5 anos, e a “artilharia” das maiores está voltada para a cobertura odontológica, que tem seu sinistro (custo assistencial) ainda baixo, em média de 46%, contra 84% da assistência médica, deixando um resultado maior para as operadoras que atuam na odontologia.


Analisando as 5 maiores operadoras em número de beneficiários no Brasil:


A Hapvida, que hoje é a 1ª operadora em número de beneficiários no Brasil, somada às operadoras adquiridas, que em Dezembro de 2019 totalizaram 3,5 milhões de beneficiários. Seu crescimento orgânico (Hapvida + São Francisco Saúde SP) em 2019 foi de 237 mil clientes, e nos últimos 5 anos (somente Hapvida) foi de 510 mil beneficiários.


A Amil em 2019 que era a primeira colocada, perdeu quase 500 mil beneficiários, e nos 5 anos, perdeu 850 mil beneficiários em sua carteira de saúde, deixando-a no ranking como 3ª.


Já o Bradesco, que hoje figura no ranking como a 2ª, em 2019 cresceu 93 mil vidas, mas ainda acumula uma perda de quase 600 mil vidas nos últimos 5 anos.


A NotreDame/Intermédica foi a que mais cresceu no último ano, com avanço de 318 mil novos clientes, e nos 5 anos também foi a que mais cresceu, somando à sua carteira de clientes mais 743 mil vidas. Se acrescentarmos o recente anúncio da aquisição da Clinipam, em Curitiba, sua carteira total chega à 2,7 milhões de beneficiários.


A Sul América, que fecha a lista da 5 maiores operadoras do Brasil, em 2019 ganhou 52 mil novos clientes, e nos últimos 5 anos 77 mil clientes.


Fato curioso, que reforça o movimento de verticalização das operadoras de saúde no Brasil, 5 anos atrás não havia nenhuma operadora com rede própria entre as 5 maiores, e agora em Dezembro de 2019, já temos 2 delas, sendo a 1ª, a Hapvida.


Em breve o Observatório Saúde fará a mesma análise por região para compreender o movimento das carteiras das operadoras locais.

3.881 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page