top of page

APS - Atenção Primária à Saúde

No setor privado tem se observado nos últimos anos que a Atenção Primaria à Saúde vem ocupando lugar de destaque na agenda do modelo de atenção à saúde como uma estratégia abrangente, representando mudanças na lógica da organização assistencial, até então, estruturadas de forma fragmentada. Outro motivo que contribuiu fortemente para a mudança do modelo de atenção à saúde, está originada pelos custos crescentes da atenção, decorrentes do envelhecimento populacional, fragmentação, avanço de tecnologias, configurando uma convergência de interesses sobre os princípios da atenção primária e seu papel dentro dos sistemas de saúde.


A Atenção Primária ainda representa um grande desafio por proporcionar rupturas de um modelo influenciado pela prática médica hegemônica, assentada na assistência ao indivíduo doente, para a construção de uma nova prática focada no cuidado integral e contínuo. A APS representa um sistema de saúde que oferece a entrada no sistema, que forma a base e endereça o trabalho de todos os outros níveis do sistema de saúde. É a atenção que organiza e racionaliza o uso dos recursos, básicos ou especializados, focando o usuário no centro do cuidado e incrementando os resultados assistências.


Ainda que exista um movimento de reconfiguração da lógica da jornada do paciente na saúde suplementar, o caminho a ser percorrido é desafiador, já que na prática persiste uma trajetória histórica de iniquidades no acesso, cuidado focada no agravo, pouca ou nenhuma integração entre os demais níveis assistenciais de saúde.


Nos últimos anos, sistemas de informação tornaram-se um tema imprescindível na organização dos sistemas de saúde nas diversas partes do mundo. São estes que permitem a coleta, o armazenamento, o processamento, a recuperação e a disseminação de informações, e que apoiam as funções operacionais, gerenciais e de tomada de decisão de interesse da saúde .


As transformações do mundo globalizado apontam para a necessidade de um cenário homogêneo, mais racional e eficiente dentro do sistema de saúde brasileiro. Hoje existem ferramentas tecnológicas, como a telemedicina, sistemas e dados que podem responder e subsidiar diferentes realidades, podendo endereçar a resolutividade de pelo menos 80% das condições de saúde.


É importante refletir sobre, mas é essencial agir de imediato! A APS utilizada de forma correta, FUNCIONA, e para quem me acompanha sabe que há mais de 1 anos ousei com corajosos do mercado de Goiânia e de Curitiba, e os primeiros indicadores do modelo de atenção são fantásticos, que são traduzidos pelo NPS elevado do negócio. Verdadeiramente estamos conseguindo entregar as metas preconizadas pelo Institute for Healthcare Improvement, ou seja, melhorando a vida de nossos pacientes entregando o cuidado adequado, ao tempo adequado, ao custo adequado e com a satisfação tanto dele paciente e familiares, quanto também dos prestadores, uma vez que fomos profundos e ousamos também por mudar o modelo de remuneração por captation pleno juntamente com a mudança do modelo de cuidado e atenção.


Vamos em frente, FUNCIONA !

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page